21 2799-5359

secretaria@freitasrodrigues.com

A internet e as crianças


A internet e as crianças

Seus filhos passam horas e horas na Internet e vocês não entendem o que tanto fazem on-line?

 Estão preocupados com os amigos virtuais de seus filhos?

 Não sabem o que fazer para protegê-los quando estão on-line?  

 Tenha certeza de que PROIBIR NÃO EDUCA e não previne de nada. As tecnologias mais avançadas para proteger crianças e adolescentes em qualquer espaço continuam sendo diálogo e orientação.

Se não sabe usar o computador nem navegar na Internet, aproveite para aprender junto com seus filhos. Verá que será muito interessante receber lições de tecnologia, entender o que eles fazem, com quem conversam e o que divulgam na Internet. E VOCÊ TERÁ OPORTUNIDADE PARA ENSINÁ-LOS A TOMAR CUIDADO. 
 
Coloque-se sempre à disposição para que peçam ajuda quando se sentirem ameaçados ou receberem conteúdos impróprios on-line.

No lugar das velhas dicas para não receber doces nem carona de estranhos, hoje os pais precisam alertar os filhos para não divulgarem dados pessoais na Internet, não aceitarem convites para se encontrarem com amigos virtuais e nem receberem arquivos de estranhos.

Espionar e gravar tudo o que seus filhos fazem não são boas saídas, pois você fere a privacidade e pode fragilizar a confiança. Pense bem: você grava as conversas dos filhos na quadra de futebol ou na casa de bonecas? Por que faria isto na Internet?  
 
Programas de filtro de conteúdo podem ajudar, mas o diálogo aberto sobre como, quando e com quem usar a Internet continua sendo responsabilidade dos pais. Os Programas podem funcionar bem em casa, mas e na Lan House? E na casa do colega? 
 
Ensine que não podemos acreditar em tudo, nem em todos. Como em todos lugares, há pessoas mal intencionadas e mentirosas.

Mantenha sempre diálogo aberto com seus filhos
. Assim eles poderão incorporar as dicas de segurança como proteção e não apenas como mais uma regra imposta. Quando entenderem que é para o bem deles, estarão protegidos em todos os lugares. 

Sempre que testemunhar algo que viole os Direitos Humanos ou ameace seus filhos denuncie e procure as autoridades.

Fonte: Safernet